Petrobras vai retomar obras na Refinaria Abreu e Lima

As obras permitirão que a operação do primeiro conjunto de unidades (Trem 1) da refinaria ocorra em plena carga de 115 mil barris de petróleo por dia

As obras de construção da carteira de enxofre da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, será retomada nas próximas semanas.

A Petrobras assinou contrato com o Consórcio Conenge SC/ Possebon para a conclusão da Unidade de Tratamento de Águas Ácidas (UTAA) e da Unidade de Tratamento com Metildietanolamina (MDEA), e suas interligações.

De acordo com a estatal, as obras permitirão que a operação do primeiro conjunto de unidades (Trem 1) da refinaria ocorra em plena carga de 115 mil barris de petróleo por dia (bpd).

Desde o início da operação em 2014, o Trem 1 tem a carga de 100 mil bpd.

A Petrobras informou que as duas unidades são responsáveis pelo tratamento dos líquidos e gases resultantes do processo de produção de combustíveis com baixo teor de poluentes, entre eles o Diesel S-10 [diesel com até 10 partes por milhão de enxofre].

Com isso, haverá geração de carga rica em enxofre para a Unidade de Abatimento de Emissões da refinaria, que produzirá, então, ácido sulfúrico, produto com várias aplicações industriais, como na produção de fertilizantes e no processamento de minérios.

A Refinaria Abreu e Lima, localizada em Ipojuca, no Complexo Industrial Portuário de Suape, distante 45 km de Recife, está em operação desde 2014.