Petrobras tem lucro líquido de quase R$ 7 bilhões no trimestre

Empresa destacou que os resultados refletem o aumento da cotação do petróleo Brent, que resultou em maiores margens nas exportações

São Paulo/Rio de Janeiro – A Petrobras teve lucro líquido de 6,96 bilhões de reais no primeiro trimestre, alta de 56,5 por cento na comparação com o mesmo período do ano passado, no melhor resultado da empresa desde 2013, em meio a preços mais altos do petróleo e ganhos com vendas de áreas petrólíferas.

A principal explicação para o aumento do lucro, ressaltou a Petrobras, é a alta do preço do petróleo no mercado internacional, que saiu de 53,8 dólares o barril na média do primeiro trimestre de 2017 para 66,8 dólares no mesmo período deste ano, comentou a empresa em nota.

“Além disso, a mudança no preço internacional também permitiu que a Petrobras obtivesse margens mais elevadas nas exportações de petróleo e gás natural, assim como na venda de derivados”, disse a Petrobras.

Foi o melhor resultado trimestral desde o início de 2013, quando a empresa havia lucrado 7,69 bilhões de reais, destacou a companhia.

A empresa teve ganhos de 3,2 bilhões de reais com a alienação de ativos de Lapa, Iara e Carcará no pré-sal da Bacia de Santos, acrescentou.

O lucro de juros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado somou 25,67 bilhões de reais, ante 25,25 bilhões de reais no primeiro trimestre de 2017.

“Estamos cumprindo à risca o que prometemos no nosso plano de negócios anunciado em 2016 e o resultado do primeiro trimestre mostra que as escolhas têm sido acertadas e que o esforço tem valido a pena”, afirmou o presidente da Petrobras, Pedro Parente, em comunicado.

Segundo ele, com o resultado do primeiro trimestre, a empresa consolida uma trajetória de recuperação.

“Nosso objetivo, e ainda há muito o que fazer, é chegar a dezembro com uma empresa que tem indicadores de segurança entre os melhores do nosso setor, financeiramente equilibrada e com sua reputação recuperada”, disse Parente.

Remuneração

A Petrobras informou ainda nesta terça-feira que seu Conselho de Administração aprovou em reunião na véspera a distribuição de remuneração antecipada aos acionistas sob a forma de Juros sobre o Capital Próprio (JCP), no valor de 652,2 milhões de reais, correspondente ao valor bruto de 0,05 real por ação.

A empresa pagará o JPC em 25 de maio, com base na posiçãoacionária de 21 de maio, interrompendo anos sem remunerar osacionistas.

Anteriormente, a remuneração ocorria com base em resultadosanuais. Mas prejuízos desde 2014 impediram pagamento dedividendos aos acionistas nos últimos anos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Henrique

    Muito fácil obter lucro com uma empresa que é monopolista, sem concorrentes, sem regulamentação de preços , e que vende produtos de péssima qualidade por preços exorbitantes aos palhaços de um circo .

  2. Olivio Antonio dos Santos

    Isso é lucro ou extorsão?
    Afundaram a Empresa e o consumidor paga a conta.

  3. Olivio Antonio dos Santos

    Isso é lucro ou extorsão.