Petrobras tem déficit comercial de US$ 7,39 bi, diz MDIC

O montante equivale a mais de quatro vezes o déficit de US$ 1,679 bilhão reportado pela Petrobras nos três primeiros meses do ano passado

São Paulo – O déficit comercial da Petrobras superou US$ 7 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Os números divulgados nesta quinta-feira, 18, pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) indicam que as importações da estatal somaram US$ 10,166 bilhões (preço FOB) entre janeiro e março. As exportações, por sua vez, totalizaram US$ 2,770 bilhões, resultando em um déficit comercial de US$ 7,396 bilhões.

O montante equivale a mais de quatro vezes o déficit de US$ 1,679 bilhão reportado pela Petrobras nos três primeiros meses do ano passado. Os números consideram apenas as operações realizadas pela Petrobras e, portanto, não incluem vendas e compras feitas por controladas da estatal que possuem outro CNPJ, caso da Petrobras Distribuidora.

O salto do déficit trimestral é explicado pela combinação de queda das exportações e aumento das importações. As compras externas saltaram 40,20% nessa base comparativa, enquanto as exportações encolheram 50,29%. Vale destacar que a demanda doméstica por combustíveis se manteve aquecida no início do ano, obrigando a Petrobras a manter as importações de derivados como gasolina e diesel. Por outro lado, a companhia registrou queda da produção de óleo em território brasileiro, o que afeta a receita com exportações.

Com a queda da receita proveniente de vendas externas, a Petrobras se distancia da líder Vale no ranking das maiores exportadoras do País. A mineradora encerrou o trimestre com alta de 3,8% nas exportações, com um total de US$ 5,566 bilhões em vendas. Dessa forma, a diferença de vendas externas entre as empresas ficou em quase US$ 3 bilhões a favor da Vale. No primeiro trimestre do ano passado, a Petrobras ocupava a liderança do ranking, com vendas de US$ 5,572 bilhões, ante US$ 5,363 bilhões da Vale.

Março

Quando considerado apenas o mês de março, as importações da Petrobras cresceram 5,68% em relação ao mesmo período do ano passado e somaram US$ 3,149 bilhões. As exportações, por sua vez, caíram 26,37%, para um total de US$ 1,535 bilhão. O saldo comercial da estatal no mês ficou deficitário em US$ 1,614 bilhão. No mesmo mês de 2012, o déficit havia somado aproximadamente US$ 900 milhões.