Petrobras sugere nova metodologia para subir combustível

Intenção é dar maior previsibilidade ao alinhamento dos preços domésticos do diesel e gasolina às cotações internacionais

Rio – A diretoria da Petrobras apresentou ao Conselho de Administração uma nova metodologia para reajuste dos combustíveis. A informação é da presidente da estatal, Graça Foster, em seus comentários no balanço do terceiro trimestre da companhia, divulgado na noite desta sexta-feira, 25.

De acordo com a Petrobras, o conselho tem até 22 de novembro para analisar e se posicionar sobre a proposta. A intenção é dar maior previsibilidade ao alinhamento dos preços domésticos do diesel e gasolina às cotações internacionais dos dois produtos.

“Ainda que tenhamos tido 4 reajustes de preços de diesel e 2 de gasolina nos últimos 16 meses, totalizando 21,9% e 14,9% de aumento, respectivamente, a forte depreciação do real verificada desde maio de 2013, chegando a 22% de desvalorização, fez com que a defasagem voltasse a crescer”, afirma Graça no comunicado.

A Petrobras encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 3,395 bilhões, uma queda de 39% sobre o lucro de R$ 5,567 bilhões no mesmo período do ano passado. Na comparação com o segundo trimestre deste ano, o resultado representa queda de 45,3%.

Vendas internas

O volume total de vendas da Petrobras no mercado interno atingiu 2,909 milhões de barris diários no terceiro trimestre, o que corresponde a um aumento de 4,8% frente ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior, o indicador apresentou alta de 0,6%. Os números consideram a venda dos derivados, incluindo diesel, gasolina e nafta, além de gás natural e alcoóis e nitrogenados.

A comercialização de diesel, principal derivado vendido pela estatal, subiu 4,7% na comparação anualizada, para 1,031 milhão de barris diários. Em relação ao segundo trimestre, houve alta de 5%. Segundo a Petrobras, a alta se deu pela sazonalidade do consumo de óleo diesel, decorrente do plantio da safra de grãos de verão e da atividade industrial.

As vendas de gasolina somaram 587 mil barris diários no terceiro trimestre, contra 569 mil barris diários em igual período do ano passado. Ainda na comparação entre terceiros trimestres, as vendas totais ao mercado externo encolheram 18%, para 907 mil de barris diários. Com isso, as vendas totais da Petrobras no trimestre somaram 3,816 milhões de barris por dia, queda de 1,8% ante o mesmo intervalo de 2012. Em relação ao segundo trimestre de 2013, o indicador apresentou alta de 2%.