Petrobras fecha contrato de US$ 300 milhões com Maersk

O contrato prevê o fornecimento de quatro navios de manuseio de âncoras, abastecimento e reboque que apoiarão as operações offshore da estatal no Brasil

São Paulo – A Petrobras e a Maersk Supply Service fecharam um acordo no valor de US$ 300 milhões para o fornecimento de quatro navios de manuseio de âncoras, abastecimento e reboque que apoiarão as operações offshore da estatal no Brasil.

A unidade do Grupo Maersk já atende a Petrobras com 12 embarcações e aumentará para 16 durante os quatro anos de vigência do mais novo contrato.

“A Petrobras é o maior cliente da Maersk Supply Service no mundo”, disse o diretor da unidade no Brasil, Viggo Andersen.

O atendimento à estatal – responsável por 20% do faturamento – e a outras petroleiras instaladas no País fazem do Brasil o principal mercado para a Maersk Supply Service, empresa pertencente ao núcleo de negócios chamado Serviços & Outras do Grupo Maersk, que também engloba a Damco, a Maersk Tankers e a Svitzer.

A finalidade das quatro embarcações que prestarão serviço à Petrobras são as operações de deslocamento das unidades de perfuração de um campo para outro e de fixação dessas unidades no solo marítimo.

“O contrato adicional é importante porque significa um crescimento do nível de atividade junto ao nosso principal cliente e para a Petrobras é importante que ela recebe equipamentos mais atualizados”, disse o executivo ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.

Andersen também disse que há grandes perspectiva de novos contratos no futuro puxado pelo aumento de produção da estatal para 4 milhões de barris por dia em 2020, como planeja o governo brasileiro, ante os 2 milhões de barris por dia atuais.

De acordo com ele, o número de embarcações de apoio a operações do segmento de óleo e gás no Brasil passará de cerca de 450 para até 600 daqui a seis anos.

“Se seguir o mesmo ritmo do mercado, a Maersk Supply Service aumentará de 18 para 25 os navios em operação no Brasil”, afirmou.