Peru pode rescindir contrato de R$5 bi com Odebrecht

Como condição para a compra da participação da Odebrecht, o consórcio pediu a remoção de uma cláusula que poderia responsabilizá-la por qualquer corrupção

Lima – O Peru está avaliando rescindir o contrato para a construção de um gasoduto de gás natural de 5 bilhões de dólares da Odebrecht após a tentativa da empresa de vender sua participação majoritária no projeto se envolver com preocupações de corrupção, disse uma fonte do governo nesta sexta-feira.

Como condição para a compra da participação da Odebrecht, o consórcio liderado pela Sempra Energy pediu a remoção de uma cláusula do contrato que poderia responsabilizá-la por qualquer corrupção durante a concessão do projeto, disse a fonte, que falou sob condição de anonimato.

Odebrecht, o grupo Sempra Energy e a Techint, parte do consórcio liderado pela Sempra, não responderam imediatamente a pedidos de comentários.