Perdigão vai substituir principal executivo dentro de um ano

Nildemar Secches deixará de ser diretor-presidente em 2008 e já assume o cargo de presidente do conselho da empresa

Em assembléia geral realizada hoje em São Paulo, foram eleitos os novos membros do Conselho de Administração da Perdigão, que cumprirão mandato de dois anos.

O diretor-presidente da empresa, Nildemar Secches, foi indicado para presidir o conselho, em substituição a Eggon João da Silva, que estava no cargo desde 1994. Os demais integrantes são Maurício Novis Botelho, Décio da Silva, Francisco Ferreira Alexandre, Jaime Hugo Patalano, Luis Carlos Fernandes Afonso e Manoel Cordeiro Silva Filho.

Com a indicação de Secches para a presidência do Conselho de Administração, tem início o processo sucessório na diretoria executiva da Perdigão. A partir de agora, o executivo acumulará as duas funções. No prazo de um ano, deverá ser apontado o nome do novo diretor-presidente, enquanto Secches continuará a presidir o conselho.

A saída de Nildemar Secches da diretoria executiva é uma decisão pessoal. “São 12 anos na mesma função. Para a empresa, a renovação é saudável, pois uma outra pessoa vai enxergar os mesmos desafios e oportunidades com outros olhos”, afirmou ele.

Segundo Secches, ainda não há nome definido para ocupar a função de diretor-presidente dentro de um ano. “A expectativa é que o sucessor seja um de nossos executivos, podendo no decorrer do processo serem analisadas alternativas externas”.

Nildemar Secches está à frente da diretoria executiva da Perdigão há 12 anos. Neste período, a empresa manteve um crescimento médio anual de 24% em receitas e 13% em volumes. O total de investimentos, incluindo as aquisições, superou a casa de R$ 2 bilhões. E o número de funcionários cresceu de 12 mil para 40 mil. A Perdigão está hoje entre os cinco maiores players de carnes do mundo. É uma empresa de escala internacional; seus produtos chegam a mais de 100 países.