Peach é primeira aérea do Japão a aceitar pagamento em bitcoin

A moeda criptografada poderá ser usada para reservar assentos a partir do fim do ano, informou a Peach em comunicado em Tóquio

Tóquio – A Peach Aviation se tornará a primeira aérea japonesa a aceitar bitcoin como forma de pagamento para passagens em um momento em que a empresa, que oferece serviços de baixo custo, busca atrair mais turistas de outras partes da Ásia.

A moeda criptografada poderá ser usada para reservar assentos a partir do fim do ano, informou a Peach em comunicado em Tóquio, na segunda-feira, acrescentando que uma mudança na lei japonesa de liquidação de fundos em abril ajudou a facilitar a decisão.

A aérea também informou que pretende ampliar as parcerias com governos locais e empresas regionais para ajudar a propagar o uso da moeda.

“Queremos estimular a vinda de visitantes do exterior e a revitalização das regiões do Japão”, disse Shinichi Inoue, CEO da Peach, a jornalistas, em Tóquio, na segunda-feira.

“Este é o primeiro passo real em termos de parcerias para o Japão e estamos em busca de mais parcerias com empresas e serviços.”

O bitcoin está ganhando popularidade como o sistema de pagamentos digitais que permite que usuários de todas as partes do mundo façam transações diretamente sem interferência de intermediários, governos, órgãos reguladores ou bancos centrais.

A empresa aérea airBaltic, da Letônia, anunciou há quase três anos que começaria a aceitar pagamentos com bitcoin ao centrar seu foco no cliente.

A moeda eletrônica chegou a subir 13 por cento na segunda-feira, atingindo um recorde de US$ 2.187,78, e é negociada a cerca de 70 por cento acima do preço de uma onça de ouro, segundo dados compilados pela Bloomberg.

A moeda mais do que dobrou de valor desde o início do ano em meio à incerteza política global e ao interesse maior na Ásia. Os céticos têm dito que pode haver uma bolha em formação porque a bitcoin tem quebrado repetidos recordes sem mostrar sinais de desaceleração.

A Universal Air Travel Plan se uniu ao Bitnet como parceiro de processamento de pagamentos há mais de dois anos para poder oferecer a possibilidade de aceitar pagamentos em bitcoin de forma simplificada em sua rede de mais de 260 empresas aéreas, segundo comunicado da UATP.

Veja também