PDG perde prazo de cura sobre obrigações de CRI

Em 10 de janeiro, a empresa já havia anunciado que estava inadimplente com o pagamento de juros da 3ª emissão de CRI

São Paulo – A PDG informou na noite de terça-feira a expiração de prazo de cura de cinco dias úteis para que a empresa pagasse obrigações relacionadas ao resgate de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) da 15ª série da 1ª emissão.

“Tal inadimplemento impossibilitou a securitizadora de efetuar o resgate dos referidos CRI”, afirmou a PDG em comunicado ao mercado sem detalhar os valores envolvidos.

Em 10 de janeiro, a empresa já havia anunciado que estava inadimplente com o pagamento de juros da 3ª emissão de CRI.