Parceria liderada por Baidu pede licença bancária na China

Maior rede de busca da China procura deixar de ser uma vitrine para fundos do mercado monetário para ser uma instituição financeira certificada

Pequim – A Baidu formou uma parceria para entrar com um pedido por uma licença para exercer atividades de private bank, conforme o maior rede de busca da China procura deixar de ser uma vitrine para fundos do mercado monetário para ser uma instituição financeira certificada.

A Baidu e outras companhias chinesas de Internet como a Tencent Holdings e a Alibaba Group Holding têm oferecido produtos de administração de recursos desde o ano passado.

As companhias atraíram milhões de investidores graças a taxas de juros sobre depósitos de consumidores mais altas que as oferecidas por bancos, que estão sujeitos a um teto de 3,3 por cento para poupanças de um ano.

“Entre os negócios que a Internet derrubará naturalmente estão os financeiros”, disse o presidente-executivo Robin Li nos bastidores da sessão anual do Parlamento chinês nesta sexta-feira.

“A Baidu está pedindo múltiplas licenças bancárias, incluindo para pagamentos, mas como estamos ainda no processo de requisição não é conveniente revelar demais”, Li disse a um grupo de repórteres.

A líder de comércio eletrônico Alibaba deu o pontapé inicial na indústria financeira on-line da China com o fundo de mercado monetário Yu’e Bao, que captou 400 bilhões de iuanes (65,38 bilhões de dólares) em recursos sob administração em menos de oito meses, segundo a agência oficial Shanghai Securities News.