OSX tenta adiar pagamento de US$ 11 milhões

Termina na sexta-feira o prazo para a empresa de construção naval pagar títulos referentes aos juros de um empréstimo com credores internacionais

Rio – Termina na sexta-feira, 20, o prazo para a OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, pagar títulos referentes aos juros de um empréstimo de US$ 500 milhões com credores internacionais.

Sem caixa, em meio à reestruturação do seu plano de negócios e ao processo de recuperação judicial, a empresa espera fechar ainda nesta quinta-feira, 19, o adiamento do prazo.

Os juros dos títulos são estimados em US$ 11 milhões e o adiamento é dado como certo pelo atual diretor financeiro, Claudio Zuicker.

A medida inicia uma mudança de rotas na empresa, que passará a se dedicar menos à construção naval e arrendamento de plataformas, voltando-se para exploração comercial de sua área no Porto do Açu – considerado o principal ativo da companhia. “

Não está concluído que não vamos fazer o pagamento. Estamos pedindo mais tempo para a negociação”, afirmou, após reunião com profissionais do mercado de capitais na nova – e modesta – sede da empresa, no Rio. “A negociação está avançada no melhor cenário para a companhia.”

Caso não chegue a um acordo, a empresa terá decretado um calote. A dívida é referente à subsidiária de leasing da OSX, que não entrou no escopo da recuperação judicial requerida em novembro. No total, as dívidas apresentadas à Justiça estão na ordem de R$ 5 bilhões.

Por outro lado, a companhia estima em R$ 8 bilhões o valor atual de seus ativos. “Temos de resolver problemas de liquidez e caixa, mas somos uma empresa que tem vida”, disse o presidente Echerio Rodrigues. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.