OSX estima que credores aceitarão pagamento atrasado

Empresa espera concluir nos próximos dias acordo para atrasar o pagamento de juros de títulos emitidos para financiar um navio de produção de petróleo

Rio de Janeiro – A empresa de construção naval OSX, do empresário Eike Batista, espera concluir nos próximos dias um acordo para atrasar o pagamento de juros de títulos emitidos para financiar um navio de produção de petróleo, em um movimento que poderia ajudar a empresa a seguir adiante com seu plano de reestruturação, disse um executivo nesta quarta-feira.

O acordo vai permitir que a OSX adie o pagamento de juros previsto para 20 de dezembro sobre 500 milhões de dólares dos títulos de 9,25 por cento com vencimento em 2015 , disse o diretor financeiro Cláudio Antônio da Silva Zucker, no intervalo de um evento no Rio de Janeiro.

A Reuters noticiou em 5 de dezembro que a OSX e os detentores de bônus do estaleiro negociam o adiamento do pagamento de juros.

Um grupo de credores que detém 95 por cento da dívida da OSX com vencimento em 2015 pode dispensar o pagamento de 11,6 milhões dólares em juros com algumas condições, segundo duas fontes.

Uma das condições seria que a OSX cedesse controle da plataforma OSX-3, oferecido como garantia dos títulos, para um capitão e uma tripulação contratada pelos credores.

A empresa de construção naval entrou recentemente com pedido de recuperação judicial.

A OSX obtém toda sua receita com o aluguel de suas plataformas para a produção de petróleo da Óleo e Gás, ex-OGX .

A produção de petróleo no campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos, é suficiente para o pagamento das taxas diárias de uso da plataforma OSX-3, disse o presidente da OSX, Euchério Rodrigues, durante o evento no Rio de Janeiro.

Tubarão Martelo é operado pela Óleo e Gás, também do empresário Eike Batista.