Os 20 maiores lucros e prejuízos do terceiro trimestre de 2019

O lucro consolidado das 309 empresas brasileiras de capital aberto no trimestre foi de 59,7 bilhões de reais, alta de 10,6%; Petrobras lidera

O lucro das empresas brasileiras de capital aberto cresceu 10,6% no terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com levantamento feito pela consultoria Economática.

O lucro consolidado das 309 companhias de capital aberto no trimestre foi de 59,7 bilhões de reais, ante 54 bilhões de reais no mesmo período de 2018, alta de 5,72 bilhões de reais. A empresa de telecomunicação Oi não fez parte do levantamento, pois não entregou o seu demonstrativo financeiro até a data do levantamento.

Os bancos fazem parte do setor mais lucrativo. As 24 instituições, juntas, registraram 21,67 bilhões de reais no trimestre, alta de 14,1%. O valor é quase o dobro da soma do segundo setor, de petróleo e gás, que lucrou 11,94 bilhões de reais no trimestre, com nove empresas, de acordo com os dados da Economática.

Mesmo com a pressão da concorrência maior das fintechs, os grandes bancos continuam vendo seus lucros crescerem. Seus ganhos vieram principalmente da maior oferta de crédito no varejo, para famílias e pequenas empresas. Apesar do maior apetite para emprestar, os calotes permaneceram sob controle.

Outra boa notícia para essas instituições foi a retomada do crescimento das carteiras de grandes empresas após um bom tempo de retração. No Itaú, a carteira de crédito corporativo teve a primeira expansão em mais de três anos, impulsionada por operações no mercado de capitais.

Gigantes como o Itaú e o Bradesco anunciaram, nas últimas semanas, o fechamento de centenas de agências bancárias para compensar pelo avanço dos serviços digitais.

A empresa com o maior lucro do trimestre, porém, não foi um banco. A Petrobras reportou ganhos de 9,1 bilhões no trimestre, cerca de 2,44 bilhões a mais em comparação com o ano passado.

No trimestre, a companhia bateu recordes de produção de óleo. Isso ajudou a impulsionar as exportações de óleo, gasolina e derivados. As vendas de diesel no mercado interno cresceram, devido ao período da safra de grãos no Brasil. Além disso, a companhia vendeu mais gás natural e geração de energia elétrica, ambos influenciados pela piora das condições hidrológicas.

Já o setor de papel e celulose foi o que apresentou o maior prejuízo, de 3,31 bilhões de reais, com quatro empresas. O resultado refletiu principalmente as perdas da Suzano, maior produtora do mundo de celulose de eucalipto, que apresentou o pior resultado do período.

O balanço foi prejudicado pela desvalorização do preço da celulose e pelas vendas e produção menores. O câmbio também prejudicou a companhia, já que a empresa tomou empréstimos para financiar sua fusão com a Fibria.

Veja abaixo os 20 maiores lucros e prejuízos do trimestre e os resultados por setor.

Resultados por setor (em milhões de reais)

Quantidade de empresas Setor Lucro ou prejuízo no 3° tri de 2018 Lucro no 3° tri de 2019 Variação
24 Bancos 18.984 21.652 2.668
9 Petróleo e gás 7.892 11.938 4047
38 Energia Elétrica 3101 7.955 4.854
3 Mineração 5.738 6.516 778
7 Seguradora e corretora de seguros 1780 4.437 2.657
12 Alimentos e Bebidas 2.081 3.402 1.321
5 Água, esgoto e outros sistemas 831 1.673 842
4 Telecomunicações 4.409 1.419 -2.991
18 Comércio 952 1100 147
40 Outros 1142 1.094 -48
5 Eletroeletrônicos 68 1.086 1.018
8 Assistência médica e social 667 675 8
5 Máquinas Industriais 441 485 43
6 Software e Dados 847 457 -390
4 Locadora de automóveis 261 352 91
10 Imobiliária 161 295 135
18 Têxtil 445 214 -232
5 Educação 561 192 -368
20 Construção -678 158 836
3 Minerais não Met -21 48 69
14 Veiculos e peças 163 -38 -201
14 Transporte e serviços 626 -137 -763
5 Agro e Pesca 30 -329 -358
18 Siderurgia e metalurgia 1.939 -592 -2.531
10 Química 1.615 -966 -2.581
4 Papel e Celulose 14 -3.313 -3.326
309 Total Geral 54.050 59.774 5.724

 

20 maiores lucros do terceiro trimestre de 2019 (em milhões de reais)

Empresa Setor Lucro ou prejuízo no 3° tri de 2018 Lucro no 3° tri de 2019 Variação
Petrobras Petróleo e gás 6.644 9.087 2.443
Vale Mineração 5.753 6.542 789
Bradesco Bancos 05.01 5.837 827
Itaú Unibanco Bancos 6.247 5.576 -671
Brasil Bancos 3.175 4.256 1.081
Santander BR Bancos 3.039 3.608 569
BB Seguridade Seguradora e corretora de seguros 874 3.402 2.528
Ambev S/A Alimentos e Bebidas 2.831 2.498 -333
Light S/A Energia Elétrica 6 1.519 1.513
Petrobras BR Petróleo e gás 1.078 1.336 258
Sabesp Agua, esgoto e outros sistemas 565 1.209 614
Whirlpool Eletroeletrônicos 70 1.087 1.016
BTG Banco Bancos 586 1.003 417
Telef Brasil Telecomunicações 3177 965 -2.212
Cosan Petróleo e gás 44 819 775
Engie Brasil Energia Elétrica 475 742 267
B3 Outros 465 720 254
CPFL Energia Energia Elétrica 554 677 123
Eletrobras Energia Elétrica -1.621 651 2.272
Neoenergia Energia Elétrica 499 599 101
Total 20 mais lucrativas 39.471 52.132 12.661

 

20 maiores prejuízos do terceiro trimestre de 2019 (em milhões de reais)

Empresa Setor Lucro ou prejuízo no 3° tri de 2018 Prejuízo no 3° tri de 2019 Variação
Suzano S.A. Papel e Celulose -108 -3.461 -3.353
Sid Nacional Siderurgia e metalurgia 722 -993 -1.715
Braskem Química 1.344 -888 -2.232
Ceee-D Energia Elétrica -369 -535 -167
Azul S.A. Transporte e serviços 117 -454 -570
Ecorodovias Transporte e serviços 94 -409 -502
Via Varejo Comércio -79 -383 -304
Embraer Veículos e peças -84 -314 -231
Biosev Agro e Pesca -156 -304 -149
Cemig Energia Elétrica 244 -282 -526
Gol Transporte e serviços -409 -242 167
Usiminas Siderurgia e metalurgia 264 -184 -448
Renova Energia Elétrica -241 -166 75
Aliansce Sonae Imobiliária 26 -144 -170
Rossi Residencial Construção -158 -142 17
Fertilizantes Heringer Química -117 -136 -19
PDG Realty Construção -109 -123 -15
Telebras Telecomunicações -104 -108 -4
B2W Digital Comércio -106 -103 3
OSX Brasil Veiculos e peças -98 -101 -3
Total 20 maiores prejuízos 672 -9.471 -10.143