Operações internacionais do Itaú crescem mais de 40% no terceiro trimestre

Carteira de crédito das operações externas do banco totalizou mais de R$ 19 milhões no período de julho a setembro

São Paulo – O volume ainda é considerado baixo pelo Itaú Unibanco, mas o crescimento de 41% da carteira de crédito do banco em suas operações internacionais é expressivo e tende a permanecer no mesmo ritmo nos próximos trimestres. O volume de crédito liberado pelo Itaú no Chile, Paraguai, Uruguai e Argentina totalizou 19,1 milhões de reais no terceiro trimestre do ano.

Segundo Rogério Calderon, diretor corporativo de controladoria do Itaú Unibanco, o crescimento das operações do banco no mercado externo é bom e reforça o compromisso da instituição com os países onde o Itaú está presente. “Trata-se de um crescimento muito saudável, com índices de inadimplência bastante baixos”, afirmou.

No final de setembro, o Itaú anunciou a compra das operações de varejo do HSBC, no Chile. O movimento do banco contribuiu para o aumento da carteira no mercado internacional. Com o negócio, o Itaú avançou no segmento de varejo premium, com 5.500 clientes e uma carteira de 20 milhões de dólares em crédito.

No terceiro trimestre, a carteira de crédito, incluindo operações de avais e fianças, alcançou o saldo de 382,2 milhões de reais, acréscimo de 22,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os destaques foram as carteiras de cartão de crédito, crédito pessoal e crédito imobiliário com evoluções de 22,0%, 43,4% e 79,3%, respectivamente.

Resultados

Nesta terça-feira, o Itaú Unibanco divulgou seus resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre do ano. De julho a setembro, o banco totalizou lucro de 3,8 bilhões de reais, alta de 25,5% na comparação com o mesmo trimestre de 2010.

No acumulado do ano, o lucro do banco totalizou 10,94 bilhões de reais. Trata-se do maior lucro da história dos bancos brasileiros, para o acumulado de nove meses, segundo dados da Economática.