Oi aponta vantagens na fusão com Portugal Telecom

A empresa realiza na quinta-feira, 27, assembleia geral extraordinária, no Rio, em que serão votados pontos importantes do processo de fusão

Rio – O presidente da Oi, Zeinal Bava, afirmou nesta quarta-feira, 26, que a fusão da companhia com a Portugal Telecom, anunciada em outubro, trará quatro vantagens “muito importantes”.

A empresa realiza na quinta-feira, 27, assembleia geral extraordinária, no Rio, em que serão votados pontos importantes do processo de fusão, como a aprovação do laudo de avaliação dos bens da PT, que farão parte do aumento de capital da companhia.

“Acreditamos que essa fusão tem quatro vantagens muito importantes. Os acionistas devem aproveitar o tempo para decidir amanhã. Nós respeitaremos qualquer que for essa decisão”, afirmou Bava, em evento de anúncio de parceria com a Rede Globo e Globosat.

A primeira vantagem apontada é a mudança da companhia para o Novo Mercado, segmento de maior transparência da Bolsa. O executivo comentou que haverá simplificação da estrutura de capital.

“Deixaremos de ter uma estrutura de capital muito complexa e vamos passar a ser uma empresa muito simples de analisar, de investir”.

Outro ponto que Bava destaca é que a governança da empresa “vai mudar substancialmente”. Depois, destaca que a aliança industrial da Portugal Telecom e da Oi tem “potencial enorme de cristalizar valor de sinergia”.

“Essa cristalização só vai acontecer se as empresas forem uma. Por isso, as sinergias dessa operação serão de R$ 5,5 bilhões, sendo que operacionais são R$ 3,3 bilhões e financeiras são R$ 2,2 bilhões. Ao fazer essa transação vamos poder correr atrás dessas sinergias e criar valor ao acionistas”, afirmou.

Já a última vantagem é que “vamos poder capitalizar a companhia e por meio delacontinuar a trabalhar para reduzir a alavancagem e o nosso risco financeiro”, disse.