OGX pode anunciar recuperação judicial hoje

Previsto pelo Valor, anúncio daria fim à novela envolvendo companhia petrolífera de Eike

São Paulo – A novela envolvendo a OGX, companhia petrolífera criada por Eike Batista, parece estar chegando ao fim. Com dívidas de cerca de 4 bilhões de dólares, a empresa pode anunciar ainda hoje seu pedido de recuperação judicial. A informação está na edição de hoje do Valor Econômico.

“Dificilmente há chance de a companhia encontrar uma solução”, afirma o jornal. Caso se confirme, esse será o maior processo do tipo na América Latina. Só aos fornecedores, a companhia deve 400 milhões de dólares e outros 70 milhões são urgentes para que a empresa mantenha as atividades.

De acordo com a nova diretoria, uma injeção de 75 milhões permitiria à OGX manter os trabalhos até o fim do ano e iniciar as operações no campo Tubarão Martelo, seu principal ativo hoje.

Vale menos do que deve

Quando começou suas atividades, a OGX levantou mais de 8 bilhões de dólares no mercado com a promessa de extrair petróleo no Brasil. Em seus melhores momentos, a empresa chegou a valer 75 bilhões de dólares mas hoje seu valor médio não ultrapassa os 2,5 billhões. Em seus piores momentos, a petrolífera teve seu valor de mercado avaliado em cerca de 650 milhões de dólares.

A novela das dívidas da OGX começou em 1º de outubro, quando a empresa deu um calote internacional de 45 milhões de dólares em parte de seus investidores. Por contrato, a firma teria a partir de então dois meses para negociar com os credores uma saída amigável.

Segundo o Valor, as conversações sobre o caso em Nova York pararam quando os credores solicitaram que fosse transferida à OGX a OSX-3, plataforma de exploração da OSX em Tubarão Martelo. Para a petrolífera, o campo deve começar a produzir ainda na segunda metade de novembro.

No fim da manhã, a Eneva anunciou um acordo que pode render 200 milhões de dólares aos credores da OGX.

(texto atualizado em 28/10/2013, às 12h45)