Odebrecht freta aviões para retirar funcionários da Líbia

Em comunicado, a Odebrecht informou que há 187 brasileiros, entre funcionários e familiares, em seu grupo de 5.000 trabalhadores no país

São Paulo – A Odebrecht decidiu fretar dois Boeings 747 para retirar seus funcionários da Líbia, de acordo com a assessoria de imprensa da companhia. Até o momento, os aviões não conseguiram pousar nos aeroportos locais. Em comunicado, a Odebrecht informou que há 187 brasileiros, entre funcionários e familiares, entre seus 5.000 trabalhadores expatriados no país. A empresa informou ainda que, até o momento, não há “registro de qualquer incidente com seu pessoal, líbios ou expatriados”.

Segue a íntegra da nota da Odebrecht: “A Odebrecht informa que, em razão da situação política na Líbia, vem tomando todas as providências para a retirada de seus trabalhadores e familiares e que, até o momento, não há registro de qualquer incidente com seu pessoal, líbios ou expatriados. A retirada para os países de origem de seus 5.000 trabalhadores expatriados está sendo feita por meio de voos de carreira e aviões fretados. Desses, 187 são brasileiros, entre funcionários e seus familiares”.