O treinamento na Trevo

Na empresa de fertilizantes, aulas de inglês para mudar o sistema de gestão

Cerca de 300 funcionários da empresa de fertilizantes Adubos Trevo, com sede em Porto Alegre – controlada pela maior fabricante mundial do setor, a norueguesa Yara -, mergulharam no último ano em 21 000 horas de treinamento.

O intensivo fazia parte do Gestão da Mudança, um programa que demandou 600 000 dólares para preparar a empresa para operar dentro de um sistema integrado de gestão (o SAP). Metade do valor foi consumido em trabalhos educativos e a outra metade em campanhas de incentivo e premiação.

Como o software adotado para a automação do sistema é em inglês, o domínio da língua tornou-se uma necessidade. “Menos de 10% dos funcionários dominavam o inglês”, diz Carlos Lubus, gerente de Recursos Humanos da Adubos Trevo. “Isso poderia ser um gargalo no processo de modernização.”

No final do período, os empregos foram preservados. Houve apenas seis demissões, 13 novas contratações e cerca de 10% dos funcionários estão sendo realocados.