O que inspira Romero Rodrigues, presidente do Buscapé

Jovem empreendedor, Romero Rodrigues diz se inspirar em um executivo israelense que ganhou seu primeiro milhão antes dos 30 anos

São Paulo – Romero Rodrigues é um dos fundadores e presidente do Buscapé. Ele tomou frente do projeto de criação da empresa quando tinha pouco mais de 20 anos, depois que um dos co-fundadores teve dificuldade para conseguir informações sobre uma impressora na internet e sugeriu a criação de um site para buscas. Hoje, Rodrigues comanda um grupo de cerca de 20 empresas e é reconhecido com um dos maiores empreendedores do país.

Veja três inspirações de Romero Rodrigues para a sua gestão:

Líder Shai Agassi

 

O executivo israelense se tornou milionário antes mesmo de completar 30 anos. Agassi foi presidente da SAP AG até 2007, mas deixou a companhia de software para fundar o próprio negócio.  Aí, foi criada a Project Better Place, empresa que investe em estações de recarga elétrica para veículos.

“Você pode criar uma empresa que não apenas inove, crie necessidades de consumo, mude comportamentos ou faça rupturas de negócios. Pense grande, além do resultado financeiro e você pode até fazer importantes transformações geo-politicas.”

Livro “Bloomberg By Bloomberg”, de Michael Bloomberg

 

Na obra, o fundador da empresa de Comunicações Bloomberg e atual prefeito de Nova York, Michael Bloomberg conta como a transformou a agência em uma das principais fontes mundiais de informação sobre o mercado financeiro. No livro, Bloomberg conta como investiu todo o seu dinheiro no negócio, após perder o emprego, só chegando ao topo da companhia 20 anos depois. O livro ainda não tem tradução para o português. 

“Aprendi que Bloomberg nao recontrata ex-funcionários. A teoria é simples: que incentivo e mensagem você dá a um colaborador fiel e apaixonado se é permissivo ao deixar que colaboradores que abandonaram o barco retornem a companhia?”

Filme “O homem que mudou o jogo”, dirigido por Bennett Miller, com Brad Pitt

 

De título original “Moneyball”, o filme é baseado na história real de Billy Beane, gerente do time de basebol Okland Athletics, do estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Com pouco dinheiro para investir no time, Beane começa a contratar atletas rejeitados e cria um sofisticado programa de estatísticas que consegue deixar o clube entre os principais do país nos anos 80. 

A lição que Romero Rodrigues tirou desse filme para os negócios é simples e direta: “números não mentem”. 

Veja o trailer abaixo:

//www.youtube.com/embed/BumI-Yh0P1M