O LinkedIn está de cara nova em SP; conheça o escritório

Operação da empresa no Brasil cresceu e unidade administrativa também. Novo andar do local é marcado por elementos clássicos da capital paulista

São Paulo – A operação do LinkedIn no Brasil cresceu. A equipe da empresa quase triplicou em dois anos  em julho de 2013 eram 53 funcionários em São Paulo, hoje são 140. Por conta disso, o escritório também teve de ser ampliado.

No mês passado, mais um andar foi inaugurado na unidade da empresa, que fica em um prédio administrativo no bairro de Pinheiros.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

A casa nova ocupa 1.700 metros quadrados, assim como a antiga, e recebeu uma decoração vibrante e que remete a elementos icônicos da capital Paulista.

(Luísa Melo/EXAME.com)

Estão presentes nas paredes, por exemplo, os cartazes lambe-lambe da badalada Vila Madalena, o grafite e o desenho das calçadas.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Para identificar os departamentos da empresa, a empresa buscou referência nas placas que indicam as ruas da cidade.

(Luísa Melo/EXAME.com)

Na recepção, um enorme telão recebe os visitantes com vídeos institucionais.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Como no andar antigo, os espaços de convivência são abundantes. São ambientes para “relaxar, bater papo e fazer relacionamento, negócio primordial da rede”, segundo o LinkedIn.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Na copa, a geladeira continua aberta. Sucos, chás, frutas, biscoitos, cereais e refrigerantes ficam disponíveis para consumo durante todo o expediente, ainda que os funcionários recebam vale-refeição.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Os 20 espaços para reunião foram batizados com nomes de conhecidos pontos turísticos e ruas de São Paulo.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Para homenagear o Parque Ibirapuera, uma sala com “gramado” verde e móveis que lembram trocos de árvore foi montada.

 

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Há no escritório, inclusive, um mini campo de campo de golfe onde os funcionários podem confraternizar e se divertir durantes as pausas.

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

O horário continua sendo flexível e o espaço ganhou até uma biblioteca, criada para que os funcionários possam “relaxar e se inspirar”. 

(Vivian Koblinsky/LinkedIn)

Abaixo, conheça os ambientes do andar antigo do LinkedIn.