O bônus de Zeinal Bava por sair da Oi: 5,4 milhões de euros

Saída do executivo foi anunciada nesta semana pela companhia de telecomunicação

São Paulo – A Oi anunciou, na última terça-feira, a saída de Zeinal Bava da presidência. O executivo comandava a companhia desde meados do ano passado.

Segundo reportagem do Valor Econômico, desta quinta-feira, o executivo não vai poder trabalhar em outras companhias de telecomunicação nos próximos três anos e como bônus deve receber 5,4 milhões de euros, em 36 parcelas de 150.000 euros.  

Bava desempenhou papel importante durante sua curta gestão na Oi. Ele esteve, por exemplo, à frente do processo de fusão com a Portugal Telecom e liderou uma oferta pública de ações, com captação final de 13,9 bilhões reais.

Bava já foi eleito inúmeras vezes melhor CEO do setor de telecomunicações no mercado europeu. Antes da Oi, ele comandava a Portugal Telecom.

Sua saída precipitada  pode ter relação com o calote de uma dívida de quase 1 bilhão de euros da Rioforte, que pertence ao Grupo Espírito Santo, que por sua vez é o principal sócio da Portugal Telecom.

Bayard Gontijo, diretor de finanças e de relações com investidores, vai assumir a função de Bava temporariamente.