Número dois do Yahoo!, Henrique de Castro, deixa a empresa

Castro tinha sido a principal contratação de Marissa Mayer, presidente e diretora executiva da empresa

Los Angeles – O chefe de operações do Yahoo!, Henrique de Castro, deixará de ser funcionário da companhia de internet amanhã, segundo notificou nesta quarta-feira a empresa em um relatório entregue à Comissão da Bolsa de Valores.

Castro, de origem portuguesa, tinha sido a principal contratação de Marissa Mayer, presidente e diretora executiva do Yahoo!, que o contratou para que fosse seu número dois e se encarregasse de alavancar o negócio publicitário, mas segundo os analistas, a relação entre ambos se deteriorou nos últimos meses.

O executivo, da mesma forma que Mayer, estava no Google antes de incorporar-se ao Yahoo!, onde recebia um salário anual de US$ 600 mil, que podia dobrar com os bônus de final de ano.

Segundo a documentação publicada pela Comissão da Bolsa de Valores, Castro ‘deixará a companhia de forma efetiva em 16 de janeiro’ com as indenizações pactuadas em seu contrato.

Seu adeus não foi uma surpresa na empresa, onde segundo Kara Swisher, do site especializado Recode, já era chamado de ‘cadáver andante’.

Swisher descreveu em seu artigo as lutas de poder existentes dentro do Yahoo! entre Castro e os chefes de vendas e marketing da empresa e assegurou que era visível a tensão entre o português e Marissa Mayer.

Contra a continuidade de Castro também contribuiu sua incapacidade para dinamizar a gestão comercial do Yahoo!, onde chegou com Mayer em 2012 para tentar reverter uma situação de profunda crise na qual ainda está imersa a companhia, que já foi líder na internet.

O Yahoo! deve anunciar seus resultados trimestrais no próximo 28 de janeiro e tudo indica que os números não serão bons.