Novartis vende participação à GlaxoSmithKline

As atividades realizadas pela companhia suíça com a GSK rendeu 8,9 bilhões de euros no último ano

A companhia farmacêutica suíça Novartis anunciou nesta terça-feira a venda de sua participação no setor dos medicamentos de venda sem receita à companhia britânica GlaxoSmithKline (GSK) por 13 bilhões de dólares (10,4 bilhões de euros).

Até agora a Novartis realizava essa atividade junto com a GSK, com 36,5% das participações, que agora venderá, indicou a companhia em comunicado.

A venda inclui produtos como o analgésico Panadol, a pasta de dente Aquafresh e o de tratamento para herpes labial Zovirax.

“Embora nossa co-empresa com a GSK nos medicamentos de venda sem receita funcione bem, é um bom momento para ceder um ativo estratégico a um preço atraente”, disse Vas Narasimhan, o novo presidente da Novartis, citado em comunicado.

Em 2017 a atividade teve um faturamento de 8,9 bilhões de euros e sua margem de lucro passou de 11,3% em 2015 para 17,7% em 2017.

A Novartis espera que a operação seja concluída no segundo trimestre do ano.

Desde 2015 a Novartis está concentrando suas atividades em áreas como oncologia, oftalmologia e medicamentos genéricos através de sua filial Sandoz.