Novartis desiste de testar em humanos lentes com autofoco em 2016

"Ainda é muito cedo para dizer exatamente quando começarão os testes destas lentes em humanos", disse uma porta-voz

A Novartis abandonou objetivo de começar a testar em pessoas neste ano lentes de contato com autofoco, embora tenha dito que seu produto inovador em parceria com o Google está “continuamente progredindo”.

“Ainda é muito cedo para dizer exatamente quando começarão os testes destas lentes em humanos”, disse uma porta-voz da farmacêutica suíça.

“Este é um processo muito complexo tecnicamente e ambos os lados estão aprendendo conforme prosseguimos. Nós forneceremos atualizações no momento apropriado”, disse ela.

O presidente-executivo da Novartis, Joe Jimenez, disse no ano passado que a unidade de saúde ocular da empresa, a Alcon, estava a caminho de testar as lentes em 2016.

Em 2014, ele disse que esperava que as lentes estivessem no mercado em cerca de cinco anos.

A Novartis e o Google juntaram forças dois anos atrás para desenvolver dois tipos de lentes de contato inteligentes: uma com foco automático para pessoas com vista cansada e outra para medir o nível de glicose no sangue de pacientes diabéticos.