Novartis corta postos de trabalho nos EUA com fim de patentes

O corte de 1,4 mil postos de trabalho entra em vigor a partir de 1o de janeiro de 2011

Zurique – A farmacêutica suíça Novartis irá cortar sua força de trabalho no setor de medicamentos de medicina familiar nos Estados Unidos, em meio a sua estratégia de focar em medicina especializada e diminuir os custos de seus negócios ao se aproximar do prazo de vencimento de patentes.

O corte de 1,4 mil postos de trabalho entra em vigor a partir de 1o de janeiro de 2011, e a reestruturação da companhia deve gerar uma economia de cerca de 85 milhões de dólares, afirmou a Novartis nesta terça-feira.

Os negócios de farmacêutica da Novartis contam com mais de 13 mil funcionários nos EUA, e o grupo como um todo emprega mais de 18 mil pessoas no país. No total, a Novartis tem 100 mil funcionários em todo o mundo.

Os cortes seguem notícias de que sua concorrente Roche também iria promover cortes de cerca de 6 por cento de sua força de trabalho, enquanto que a alemã Bayer afirmou que planeja demitir milhares de funcionários como parte de um programa de economia de 1 bilhão de euros.

A Novartis planeja sair do mercado de massa de medicamentos como os para tratamentos de hipertensão, uma vez que suas patentes de alguns produtos-chave nos próximos anos.