Nova plataforma da Petrobras segue para campo de Tartaruga Verde

Campo de Tartaruga Verde, segundo a estatal, é um reservatório localizado na área sul da Bacia de Campos, a cerca de 127 km da cidade de Macaé, no RJ

São Paulo – A Petrobras informa que a segunda plataforma programada para entrar em produção em 2018, o FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes, seguiu na segunda-feira (7) rumo ao campo de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos.

Em nota, a empresa diz que o início da produção está previsto para os próximos meses, após a interligação do primeiro poço produtor. Além da P-74, que começou a produzir no mês de abril no campo de Búzios, na Bacia de Santos, e do FPSO Campos dos Goytacazes, o Plano de Negócios e Gestão 2018-2022 prevê que mais sete unidades entrarão em operação no Brasil até 2019.

Segundo a Petrobras, a unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás, afretada junto à empresa Modec, terá capacidade para produzir 150 mil barris por dia de óleo e comprimir 5 milhões de m3 por dia de gás natural.

“A conversão do casco, assim como a integração dos módulos fabricados na Ásia, foi feita no estaleiro Cosco, na cidade chinesa de Dalian. A integração dos módulos fabricados no Brasil e o comissionamento final da Unidade foram realizados no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro”, informa.

O campo de Tartaruga Verde, segundo a estatal, é um reservatório localizado na área sul da Bacia de Campos, a cerca de 127 km da cidade de Macaé, no Rio de Janeiro, em lâmina d’água de aproximadamente 1.000 m e a uma profundidade de 2.993 m. Toda a produção do campo será processada pelo FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes.