NKT assina acordo de US$1,86 bi com Petrobras

Novo contrato será para fornecer tubulações flexíveis para a petrolífera brasileira

Copenhague – O grupo industrial dinamarquês NKT Flexibles assinou acordo avaliado em 9,7 bilhões de coroas (1,86 bilhão de dólares) para fornecer tubulações flexíveis à Petrobras, informou a NKT Holding’s em comunicado.

Segundo a empresa, o contrato é garantido para o período de 2012 a 2015.

“Se totalmente exercido, o contrato pode alcançar um valor de até 9,7 bilhões de coroas dinamarquesas”, afirmou a companhia.

“O contrato é o maior já assinado pelo NKT Group e é fundamental na realização do plano estratégico 2011-2015 da NKT”, afirmou o presidente-executivo da empresa, Thomas Hofman-Bang.

A NKT detém 51 por cento da NKT Flexibles e o grupo norueguês de engenharia petrolífera Sebsea 7 detém o restante.

Sob o contrato, a NKT Flexibles vai fornecer 694 quilômetros de estruturas de tubulação flexível, que durante os dois primeiros anos do período vão ser produzidos em fábrica da companhia na Dinamarca.

Simultaneamente, a NKT Flexibles vai começar a construir uma fábrica de tubulações dedicada no Brasil e espera completar o projeto para operação comercial em 2013, informou a empresa.

A fábrica terá investimento inicial de cerca de 1 bilhão de coroas e será financiada pela NKT Flexibles.

Michael Hjorth, presidente-executivo da NKT Flexibles, informou à Reuters que o Brasil representa cerca de metade do mercado mundial de tubulações flexíveis para instalações marítimas.

O executivo comentou que a companhia será a terceira empresa do setor no Brasil e terá cerca de 25 a 30 por cento da capacidade no mercado brasileiro assim que a fábrica estiver pronta.