News Corp. anuncia lucro líquido de US$ 2,23 bi

O lucro operacional ficou em US$ 1,33 bilhão no terceiro trimestre deste ano, de US$ 1,39 bilhão no mesmo período de 2011

São Paulo – A News Corp., controlada pelo australiano-americano Rupert Murdoch, anunciou que teve um lucro líquido de US$ 2,23 bilhões no terceiro trimestre, ou US$ 0,94 por ação, após um lucro de US$ 738 milhões, ou US$ 0,28 por ação, no mesmo período de 2011.

A receita alcançou US$ 8,14 bilhões, com crescimento de 2% em relação aos US$ 7,96 bilhões do mesmo período do ano anterior. O lucro operacional ficou em US$ 1,33 bilhão no terceiro trimestre deste ano, de US$ 1,39 bilhão no mesmo período de 2011.

Segundo a News Corp., o segmento de televisão a cabo teve um crescimento anual de 23% na receita operacional; o de entretenimento para cinema e televisão também cresceu. Os de televisão por satélite e publicações tiveram uma queda de receita.

O resultado do trimestre inclui um gasto extraordinário de US$ 67 milhões relacionado às investigações, que estão em andamento, sobre um escândalo de escutas telefônicas por jornalistas do grupo no Reino Unido, que levaram ao fechamento do jornal News of the World; no ano anterior, o gasto comparável havia sido de US$ 17 milhões.

O balanço do terceiro trimestre deste ano também inclui uma despesa extraordinária de US$ 5 milhões relacionada à proposta de separação das divisões de entretenimento e de publicações. Excluindo essas despesas dos dois anos, o lucro operacional foi de US$ 1,45 bilhão no terceiro trimestre deste ano, de US$ 1,40 bilhão no mesmo período de 2011.

A News Corp. controla os canais de televisão Fox, a produtora de cinema 20th Century Fox, a rede de televisão cristã Fox Faith, o National Geographic Channel, os canais de televisão a cabo Sky, a editora HarperCollins, a editora de livros didáticos Amplify, , os jornais britânicos The Times e The Sun, dezenas de jornais na Austrália em Fiji e em Papua-Nova Guiné, os jornais norte-americanos Wall Street Journal, New York Post, Flatbush Jewish Journal e dezenas de jornais locais, o jornal financeiro russo Vedomosti, a agência de notícias Dow Jones, as apuradoras de índices Dow Jones Indexes e Stoxx, 28 revistas na Austrália, uma nos EUA e uma no Reino Unido, emissoras de rádio nos EUA e na Rússia, emissoras de televisão em Israel, Sérvia, Bulgária, Turquia, Itália e Romênia, 50% da Liga Nacional de Rugby da Austrália e da Nova Zelândia, participação majoritária (68,9%) nos Brisbane Broncos e de 100% no time Melbourne Storm e plataformas de transmissão de dados em Taiwan e na Índia.

O informe de resultados da News Corp. foi divulgado depois do fechamento da Bolsa de Nova York. Na sessão desta terça-feira, as ações da empresa haviam subido 1,51%. No after hours, depois da divulgação do balanço, elas avançaram 2,92%. As informações são da Dow Jones.