Natura está confiante em crescimento no 2º semestre, diz presidente

No período de abril a junho, a fabricante de cosméticos teve lucro líquido de 31,8 milhões de reais, queda de 80,5% ante um ano antes

São Paulo – A Natura está confiante no crescimento das margens no segundo semestre, disse nesta sexta-feira o diretor-presidente da fabricante de cosméticos, João Paulo Ferreira.

Em teleconferência com analistas para comentar os resultados do segundo trimestre, o executivo disse que a empresa deve promover em breve um aumento de um dígito baixo nos preços e isso vai ajudar a elevar a margem bruta.

No período de abril a junho, a fabricante de cosméticos teve lucro líquido de 31,8 milhões de reais, queda de 80,5 por cento ante um ano antes. O resultado operacional da companhia medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) consolidado subiu 12 por cento e somou 334,4 milhões de reais. Já a margem recuou 4 pontos percentuais, para 10,8 por cento no segundo trimestre.

Após marcar relação dívida líquida/Ebitda de 3,3 vezes no segundo trimestre, o vice-presidente de finanças da empresa, José Filippo, disse que a empresa caminha para reduzir essa relação para 1,4 vez em 2021.

Os executivos da empresa também destacaram que a empresa está no rumo para entregar suas metas de médio prazo.

Às 12:36, as ações da empresa caíam 5,39 por cento, enquanto o Ibovepa perdia 2,18 por cento.

Veja também