Mourão diz que Brasil não vai descartar Huawei em redes 5G

Em recente viagem a China, o vice-presidente encontrou-se com o presidente-executivo da Huawei, Ren Zhengfei

Brasília – O governo brasileiro não tem a intenção de restringir as atividades da chinesa Huawei, apesar das advertências do governo norte-americano, afirmou nesta sexta-feira o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

Em recente viagem a China, Mourão encontrou-se com o presidente-executivo da Huawei, Ren Zhengfei.

“Conversei com ele que tem que criar um clima de confiança. Enquanto tiver esse clima de confiança não tem problema nenhum”, contou. “O Brasil não tem nenhum plano disso (restringir as atividades da empresa).”

Veja também

O vice-presidente lembrou que apenas quatro empresas no mundo dominam hoje a tecnologia do 5G, duas finlandesas e duas chinesas, a Huawei entre elas.

O Brasil pretende realizar leilão de frequências para operação da tecnologia 5G em 2020.