Morre presidente do grupo dono do Outback Brasil

O grupo opera as marcas Outback, Abbraccio, Mexcla e Fleming’s no Brasil e tem 11 mil funcionários no país

São Paulo – O empresário Salim Maroun, presidente do grupo Bloomin’ Brands, faleceu na madrugada de hoje, 31.

O grupo opera as marcas Outback, Abbraccio, Mexcla e Fleming’s no Brasil e tem 11 mil funcionários no país.

Salim Boulos Maroun nasceu no Líbano em 1953 e se formou em Psicologia e Filosofia na França. Ele trabalhou nas operações do McDonald’s no Canadá por 3 anos e depois retornou ao seu país natal.

Por conta dos conflitos no Oriente Médio, ele veio para o Brasil em 1988 com sua família. Foi aqui que conheceu Peter Rodenbeck, que trouxe o McDonald’s para o país e, anos mais tarde, a rede Starbucks.

Maroun tornou-se franqueado da rede americana de fast food e continuou no negócio mesmo depois que Rodenbeck vendeu suas operações.

Em 1996, os dois empresários se uniram a Giancarlo Zanolini para trazer o Outback Steakhouse para o Brasil.

Nos últimos 11 anos, a rede se expandiu pelo país e hoje tem 83 unidades. É no Brasil que fica o restaurante com a maior receita e número de clientes da marca, no Shopping Center Norte.

Maroun assumiu a presidência da rede de restaurantes em 2008. Nos últimos anos, ele liderou grandes lançamentos, como a chegada da rede com inspiração italiana Abbraccio, em 2015, e a Fleming’s Prime Steakhouse & Wine Bar, no ano passado.

Há dois anos, havia assumido o cargo de CEO da operação brasileira da Bloomin’ Brands.

“Salim liderou e inspirou uma equipe de sócios regionais e sócios-operadores de todos os restaurantes do Brasil como exemplo de determinação, honestidade, generosidade e humildade”, afirmou a companhia em nota. Segundo a empresa, ele passava os princípios e crenças aos funcionários a cada inauguração de loja e acompanhava as operações bem de perto.

Ele deixa esposa e dois filhos e será enterrado no Líbano, seu país natal.