Grupo Frelanzza foca no Nordeste

Empresa têxtil com mais de 45 anos de atuação aposta em produtos inovadores para ganhar mercado na região

Com 45 anos de atuação no setor têxtil brasileiro e crescimento médio de faturamento de 10% ao ano, o Grupo Frelanzza mira no Nordeste para conquistar seus planos de expansão. A empresa quer atingir mais fortemente a região por meio de um dos seus principais produtos, protetores de colchões desenvolvida a partir de fibras de carbono.

Segundo o sócio do grupo Fábio Monti Pedro, o Nordeste é um mercado em franco crescimento e seus consumidores têm investido mais em produtos de qualidade que trazem mais conforto para os momentos de descanso. “A fibra de carbono é flexível e gera muito conforto. Nosso objetivo é de alcançar com essa categoria de protetores um crescimento de 20% para as vendas no Nordeste em um ano”, estima.

Além do Nordeste, em 2019 o grupo está focado no mercado norte-americano, onde comercializará um protetor de colchão anti-stress. O movimento de atingir novas possibilidades de negócios sempre esteve no DNA do Frelanzza. A diversificação para o segmento de protetores de colchões teve início em 2006 a partir da demanda de um revendedor da empresa que estava insatisfeito com seu fornecedor. A partir daí, a companhia atingiu também outros setores como de filtros para aquários e ar condicionado. Tradicionalmente, a Frelanzza produz itens como matelassê, colchas e fibras de poliéster totalizando cerca de 1 mil produtos têxteis.    

Sobre o Grupo Frelanzza

Fundada em 1975 por Mario Issa Pedro, a Frelanzza se consolidou como a maior produtora de matelassê do Brasil. Ao longo dos anos, a companhia ganhou também o mercado de edredons, colchas e mantas de poliéster. Atualmente comandada pela segunda geração, a empresa produz mais de 1 mil produtos têxteis e se prepara para atingir o mercado internacional.