Clínica de Campina Grande passa a oferecer teste de Intolerância alimentar

Dores de cabeça e outros sintomas gastrointestinais podem passar despercebidos por grande parte da população. Porém, quando persistem, esses sinais podem preocupar e levar milhares de pacientes aos consultórios médicos, nas mais diversas especialidades, sendo uma delas a Neurologia, devido ao fato que as dores de cabeça, serem as queixas mais frequentes nesta especialidade.

Em muitos casos, o indivíduo apresenta um quadro de intolerância alimentar sem saber. Ou, ainda, é possível que a pessoa não possa comer determinado alimento pelo seu histórico de saúde. Pois, muitos pacientes já  percebem que determinados alimentos podem desencadear  sintomas ou mesmo piorar determinadas doenças. Sendo elas as Auto-imunes, por exemplo. Já é constatado atualmente que dietas pró-inflamatórias podem perpetuar processos inflamatórios em doenças autoimunes, tais como esclerose múltipla.

Nesse sentido, contar com um profissional de confiança é fundamental para resolver o problema. “Agora já há exames que nos auxiliam a detectar de maneira rápida se o paciente possui imunidade contra a algum alimento”, afirma o médico neurologista Dr. Patrick Giordanni Gomes Sampaio. Vale salientar, que essa imunidade não é alergia a alimentos, sim intolerância. São situações distintas que precisa-se prestar atenção.

Pensando em ampliar a acurácia diagnóstica e no seguimento dos pacientes portadores de doenças autoimunes e queixas como dores de cabeça, fadiga e entre outras, Dr Patrick Sampaio, passou a oferecer em sua clínica em Campina Grande, diversos testes essenciais para essas situações. O consultório dele tem parceria com o laboratório alemão Euroimmun, responsável por diversos avanços na área médica. “Não são apenas os nutricionistas que solicitam esse tipo de exame (da intolerância), nós, neurologistas, também podemos pedir, dependendo do caso clínico que o paciente apresenta”, afirma.

Além do teste de IgG, que ajuda a testar imunidade para 216 tipos de alimentos, o médico também utiliza em sua rotina exames reumatológicos e sorológicos para auto-imunidade para garantir o diagnóstico mais preciso. Dessa forma, os pacientes conseguem obter o tratamento ideal para o problema que possuem.