14 Previsões para o Futuro das tecnologias Smart Home

Uma década atrás, a ideia de controlar remotamente o termostato, as luzes e os sistemas de segurança de sua casa via smartphone teria parecido ficção científica futurista.

Mas 2018 provou ser o ano das casas inteligente. A tecnologia neste mercado continua a crescer aos trancos e barrancos, e a Zion Market Research prevê que chegará a US$ 53,45 bilhões até 2022.

O ano de 2019 é ainda mais promissor para a indústria de automação residencial, à medida que dispositivos como o Google Home, o Alexa e o Amazon Echo se tornam mais comuns e a inteligência artificial se torna mais sofisticada. Levantamos com 14 especialistas o que eles acham que os consumidores podem esperar no próximo ano e você pode conferir as opiniões aqui embaixo:

1. A próxima crise de segurança e privacidade

Nós compartilhamos nossa pegada digital por conveniência. Com a tecnologia de casa inteligente, estamos compartilhando nossa pegada física. Não é uma questão de se, mas quando esses sistemas serão comprometidos, e as consequências podem ser muito mais graves do que os números perdidos da previdência social. Abordar segurança e privacidade se tornará uma preocupação fundamental que moldará esse setor.

2. Integração de dispositivos domésticos inteligentes

Integração é o que vai ser um dos pontos mais importantes do mercado, os consumidores já começam a se perguntar se as casas inteligentes podem garantir que você tenha se lembrado de desligar todas as luzes? Trancar? Desativar alarmes ao reconhecer seu rosto? Acredito que veremos mais integração para dar suporte aos proprietários de imóveis em 2019.

3. Um Papel Maior Para Inteligência Artificial

Estou finalizando reparos e renovações em uma propriedade de investimento, e optamos por instalar um monte de produtos Nest e Ring para melhor proteger nosso investimento. A vigilância por vídeo é ótima, mas vejo a inteligência artificial sendo usada para automatizar a detecção de ameaças e talvez nos alertar de maneira mais proativa se algo der errado. Isso revolucionaria o aspecto humano do monitoramento de vídeo remoto.

4. Um foco na vigilância e aparelhos

Proprietários de casas vão gostar das maneiras legais para controlar suas casas. A vigilância tornou-se mais necessária para combater o crime, pois mais pessoas trabalham em casa e querem proteger sua propriedade física e intelectual. Os aparelhos também podem ser um foco, já que as pessoas gostariam que seus aparelhos assumissem mais a carga de trabalho.

5. Novos Casos de Uso da Automação Residencial

Em 2018, a maioria dos aplicativos girava em torno de segurança e termostatos, e os dispositivos não funcionavam. Em 2019, os fabricantes de dispositivos domésticos inteligentes adotarão uma abordagem de plataforma, e os dispositivos serão interoperados e novos casos de uso surgirão, como diagnósticos de dispositivos, conservação de energia e prevenção de grandes danos durante desastres naturais.

6. Compartilhamento de Dados do Proprietário

Compartilhar os dados de proprietários de casas com empresas provavelmente será a próxima grande novidade na tecnologia de residências inteligentes. Ter uma geladeira que pede a comida que você precisa ou definir as luzes e temperatura preferida para a sua chegada é o que está chegando. Os dados que você compartilha com os dispositivos inteligentes serão de grande interesse para as empresas que criam esses produtos.

7. Maior eficiência, controle e personalização

A tecnologia se tornará muito mais eficiente e poderemos controlar tudo, de aparelhos a volume de rádio a segurança de um local central. De fato, à medida que a IA se desenvolve, eventualmente não precisaremos controlar manualmente nada, já que esses dispositivos se ajustam automaticamente às nossas preferências.

8. Atendimento ao Cliente como Diferencial

Com cada vez mais dispositivos domésticos inteligentes entrando no mercado, há uma oportunidade para as empresas com visão de futuro usarem o atendimento ao cliente como um diferencial. Um ambiente de IoT pode apresentar vários desafios para os consumidores, desde problemas básicos de solução de problemas até questões de privacidade. Empresas que são inovadoras e bem informadas sobre como oferecer excelência no atendimento ao cliente se destacarão.

9. Mais preocupações de segurança

Veremos uma proliferação de soluções de plataforma integradas de grandes players em tecnologia. A Amazon oferecerá entrega de comida em casa diretamente para sua geladeira, aproveitando sua plataforma doméstica inteligente. No entanto, a segurança será uma preocupação; a casa de um cliente pode ser roubada por um contratado. Também vejo um futuro em que as senhas vazam ou as casas são invadidas, e isso é algo que os grandes jogadores precisam planejar.

10. Padrões mais altos de compatibilidade cruzada

Eu estou esperando por algum progresso real nos padrões. O mercado de casas inteligentes tem um enorme potencial, mas ainda é muito fragmentado. Os consumidores não precisam pensar se desejam investir no Nest, na linha Echo da Amazon ou em produtos que oferecem suporte ao Homekit da Apple. Em 2019, espero ver maior compatibilidade cruzada e menos foco no bloqueio de plataforma.

11. Smart Kitchen Gadgets

Acho que vamos ver mais e mais aparelhos de cozinha inteligentes no mercado, como fogões de arroz conectados ao Alexa, crockpots inteligentes e aplicativos integrados. Poderemos perguntar a Alexa quanto tempo resta no dispositivo ou controlá-lo em nossos smartphones no trabalho.

12. Espaços Inteligentes Fora da Casa

Naturalmente, a tecnologia doméstica inteligente continuará a se tornar mais acessível e barata para o mainstream. À medida que os consumidores se acostumam com as conveniências que vêm com a tecnologia inteligente, eles começarão a buscar essas eficiências fora de casa. No próximo ano, provavelmente veremos um aumento na tecnologia de construção inteligente comercial, especialmente em escritórios que buscam se adaptar a tendências de local de trabalho mais móveis.

13. A substituição dos produtos da ‘fase de teste’ por melhores alternativas

Quanto mais tecnologia e inovações forem trazidas ao mercado, a automação tornará a experiência doméstica mais simples e agradável. No próximo ano, haverá um aumento nos gadgets lançados na esfera da Internet das Coisas. No entanto, como essa tecnologia é relativamente nova, a fase de testes verá a limpeza de vários produtos que são substituídos por alternativas melhores.

14. Maior integração de controle de voz

As tecnologias domésticas se integrarão em muito mais nas nossas vidas diárias. O controle de voz das tecnologias incluídas no seu telefone, TV, áudio doméstico e até mesmo no painel do carro serão comuns até o final de 2019. A voz será o grande avanço que realmente permitirá que essas tecnologias se tornem onipresentes.