7 dicas de Gabriel Queiroz para dar um toque profissional ao seu video caseiro

As plataformas de streaming de video como Vimeo e especialmente o YouTube inauguraram uma nova fase na internet e revolucionaram a indústria do entretenimento. Fazer vídeos deixou de ser apenas um hobby para se tornar uma profissão extremamente rentável para muitas pessoas, os chamados vloggers ou youtubers.

Com a crescente oferta de vídeos, destacam-se geralmente aqueles que tem melhor qualidade de imagem e som e conteúdo relevante. Por isso, o filmmaker Gabriel Queiroz, criador do We Go Film, traz algumas dicas para tornar seus vídeos mais profissionais.

1- Investimento

Uma notícia boa é que hoje não é preciso gastar tanto dinheiro. É possível encontrar equipamentos para fazer videos a valores muito mais acessíveis em comparação há poucos anos. A própria popularização dos vídeos caseiros contribuiu para esse cenário.

Nos Estados Unidos é possível comprar uma Go Pro, que é uma câmera de boa qualidade e que pode ser um pontapé inicial na sua carreira como filmmaker, a partir de 199 dólares. No Brasil, modelos anteriores da Go Pro, como a Hero 3, podem ser encontrados por menos de mil reais.

Para captação de áudio, invista em microfones de lapela como o o Yoga EMX1 X Dagee, que possui bom custo-benefício, custando a partir de 80 reais. Já o Shure Motiv Lapela MVL é de altíssima qualidade, porém mais caro.

Outra opção são os microfones direcionais, conhecidos como shotgun. É o tipo mais utilizado em produções profissionais por sua maleabilidade, podendo ser usado tanto parado (com suporte) ou com alguém manuseando. Quando usado, o shotgun deve ser posicionado bem acima do indivíduo e sua ponta deve ser direcionada para a origem do som. Existem boas opções a partir de 300 reais, como o Rode VideoMic GO

2- Planejamento

Agora que você já tem um equipamento básico para começar, é preciso definir o que será feito. Isto é, criar um guia de como suas ações serão desenvolvidas, um planejamento. O assunto precisa ser pertinente para seu público e de acordo com o nicho que você escolheu para atuar.

É necessário definir qual é o objetivo do vídeo ou da série de vídeos que você pretende fazer, seja divulgar um produto ou serviço, ensino, entretenimento ou direcionar o internauta a uma ação.

3- Storytelling

É importante criar um roteiro e pensar em como passar esse conteúdo, qual abordagem será utilizada. Definir como a estória será contada, qual o tom da narrativa adorada é importante.

4- Invista em conteúdos exclusivos

Para se destacar, é fundamental investir em conteúdos exclusivos e relevantes para o seu público. Se os seus vídeos forem muito abrangentes, fica mais difícil eles ficarem bem posicionados nos buscadores, como o Google.

Ao definir que tipo de público você pretende atingir, pesquise algumas palavras-chave no Google e veja quais oportunidades podem ser interessantes para o seu nicho de mercado. Prefira sempre as palavras-chave de cauda longa, que vão direcionar melhor o seu público.

5- Conheça o seu público

É importante que você conheça bem o seu público, ou o público que pretende atingir, porque só assim você conseguirá pensar no melhor conteúdo e obter sucesso com seu vídeo. As pessoas são capazes de detectar quando algo não é genuíno, por melhor ator que você seja, e com isso você pode perder engajamento e até mesmo atrair haters, que são pessoas que irão criticar o seu trabalho de forma negativa.

6- Edição

Investir tempo na edição é tão importante que pode fazer a diferença entre um resultado final atrativo e um video cansativo e desinteressante. Aprenda a manipular as principais ferramentas de edição como Adobe Premiere, Final Cut e Sony Vegas. Escolha a que lhe for mais confortável e que você domine melhor e invista nisto.

Através deste softwares você pode não apenas definir cortes de cena e jogo de câmeras, mas corrigir cor, aprimorar áudio, e adicionar efeitos que podem contribuir com a história que está sendo contada.

7- Iluminação

Por mais que o ambiente da gravação pareça estar bem iluminado, a grande maioria das câmeras não conseguirá captar luz o suficiente, o que pode render imagens com aparência granulada. Essa perda da qualidade acontece seja com um smartphone ou com uma câmera DSLR.
É claro que é possível corrigir um detalhe ou outro na edição do vídeo, mas às vezes nem mesmo o editor mais experiente consegue salvar seu conteúdo.

Uma boa pedida para resolver o problema da iluminação é o softbox, que é um equipamento bastante utilizado, pois gera uma luz difusa e suave que, quando direcionada corretamente, diminui as sombras e ressalta os traços naturais da pessoa que está em frente às câmeras.
O equipamento consiste em uma lâmpada fria, acoplada a uma caixa, forrada com papel brilhante no interior, e pode ser reproduzido com itens que você tem em casa, como uma caixa de sapato, por exemplo.Há vários tutoriais na internet que te ensinam a fazer sua própria softbox.

Outra opção são os painéis de LED, que são estruturas muito parecidas com uma luminária e podem ser usados em diversos ambientes. Eles são constituídos de diversas lâmpadas pequenas que, juntas, formam uma estrutura luminosa de tamanhos variados. Os painéis de LED costumam ter uma vida útil longa, o que faz com que o valor de manutenção seja baixo.