MetLife compra parte da seguradora Zurich

A filial brasileira da seguradora suíça Zurich vendeu duas de suas carteiras em grupo — a de vida e a de acidentes pessoais — à seguradora americana MetLife. A transferência vinha sendo negociada desde o dia 1º de julho, e foi autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) nesta quarta-feira.

Segundo Thad Burr, presidente da MetLife no Brasil, a compra foi resultado de uma coincidência de necessidades. “Nossa prioridade é aumentar nossa carteira de seguros de vida e previdência privada de forma orgânica, mas sempre estamos dispostos a fazer uma aquisição se surgir a oportunidade”, diz Burr.

Já no caso da Zurich, a venda foi resultado da mudança do foco estratégico da companhia. “Vamos nos concentrar apenas nos segmentos corporativos, como seguros de risco de engenharia e seguro-garantia”, diz Pedro Purm, presidente da Zurich no Brasil.

Ele negou que a seguradora suíça esteja pensando em encerrar suas atividades por aqui. “Vamos ficar no atacado”, diz ele. O negócio envolveu a transferência de 25 000 apólices para a MetLife, por um valor em dinheiro não revelado. O preço total ainda depende do sucesso da transação — ou seja, o fato de todos os clientes da Zurich concordarem em ser transferidos para a MetLife.

Para a Zurich, a mudança representa o fim de uma estratégia de entrada no varejo que não rendeu os frutos esperados. A seguradora negociou durante muitos meses o lançamento de um plano de previdência privada do tipo Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) com o Banco Mercantil de São Paulo, que foi comprado pelo Bradesco no início de 2002. Em decorrência da compra, as carteiras de previdência privada também passaram para o Bradesco. As atividades transferidas representam, segundo Purm, cerca de 3% dos negócios totais da Zurich.

Já para a MetLife, a aquisição é mais um passo na estratégia de crescer apenas atendendo clientes pessoa física. A seguradora, uma das principais dos Estados Unidos, entrou para valer no Brasil no ano 2000, adquirindo a Seasul. A seguradora era ligada ao Banco América do Sul, que havia sido vendido ao Sudameris anos antes.

Posteriormente, A MetLife adquiriu dois clubes de seguros, a Libra e o Novoclube. A carteira da Zurich é a quarta aquisição da MetLife, que comemorou em julho a obtenção de seu milionésimo cliente.