Consultorias ambientais movimentam US$ 27,5 bilhões no mundo

A preocupação com o meio ambiente e as exigências econômicas e sociais crescentes movimentam um mercado de cifras vultosas para as consultorias

São Paulo – A preocupação com o meio ambiente e as exigências econômicas e sociais crescentes movimentam um mercado de cifras vultosas para as consultorias especializadas.

Segundo pesquisa da firma Enviroment Analyst, o setor de consultoria ambiental global atingiu US$ 27,5 bilhões em 2014, um declínio de 4,1 por cento face ao ano anterior.

Esta pequena redução, dizem os analistas, reflete o mau momento econômico mundial, mas a perspectiva de crescimento do setor no longo prazo permanece positiva.

O mercado global de consultoria ambiental tem previsão de chegar aos US$ 30,5 bilhões dentro de cinco anos, um aumento de 10,7 por cento sobre o valor de 2014.

Vinte e três empresas lideram essa indústria. Em conjunto, elas representam 44% do mercado de US$ 27,5 bilhões.

No topo da lista está a consultoria americana AECOM. Além dela, compõem a lista de 10 maiores consultorias da área a CH2M, Tetra Tech, Arcadis, Environmental Resources Management (ERM), Golder Associates, Amec, Ramboll Environ, WSP, Parsons Brinckerhoff e GHD.

Veja no gráfico abaixo quem são as três empresas dominantes em cada região: 

(Environment Analyst)

Continuando a lista das 25 líderes, aparecem ainda: Grontmij (comprada pela Sweco em 2015), Antea Group, Cardno e Grupo RPS (em joint na 12ª posição); MWH global; Jacobs; Mott MacDonald, Royal HaskoningDHV e WorleyParsons (ambas em 16º lugar), a ICF International, SLR, Atkins e Coffey International.

Serviços em alta

Existe uma ampla área de atuação para as consultorias ambientais. Mas são os serviços de descontaminação de terrenos os mais demandados. A atividade responde por 33% da receita do setor, à frente da quota de 23% detida por serviços de gestão de água e de resíduos.

Avaliação de impacto ambiental e de desenvolvimento sustentável ficam com mais 17%, enquanto a gestão ambiental representa 15%. Mudanças climáticas e os serviços relacionados com a energia gerada respondem por pouco mais de 8% do total.