MBR é eleita a empresa do ano por MELHORES E MAIORES

Cerimônia de premiação teve a presença de autoridades e centenas de empresários

A MBR, empresa de mineração do grupo Vale do Rio Doce, foi eleita Empresa do Ano pelo anuário MELHORES E MAIORES 2005 (M&M). “É uma honra para qualquer empresa ser considerada a melhor do Brasil. Estamos muitos honrados com isso”, afirma Tito Martins Júnior, presidente da MBR. (Leia também reportagem sobre novos investimentos da MBR.) Segundo Martins, o prêmio é ainda mais importante, em se tratando de uma companhia de mineração ramo tradicional da atividade econômica, geralmente considerado lucrativo, mas com baixo potencial para grandes saltos de rentabilidade ou faturamento.

A cerimônia de premiação ocorreu na noite desta terça-feira (28/6) em São Paulo, com a participação do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, do presidente do BNDES, Guido Mantega, do governador de Goiás, Marconi Perillo, e de centenas empresários e executivos das mais importantes empresas do país.

Em seu discurso, o presidente do Grupo Abril, Roberto Civita, falou sobre as adversidades que as empresas enfrentam e sobre a necessidade de mudanças. “Temos mais uma vez ao nosso alcance a necessidade de fazer a faxina necessária que todos reclamam, como também as mudanças indispensáveis para eliminar as causas estruturais da corrupção endêmica que infesta os governos e a sociedade brasileira desde sempre”, disse Civita, em seu pronunciamento. (Leia a íntegra do discurso de Roberto Civita).

Mais prêmios

Além da MBR, outras 28 empresas foram premiadas na cerimônia de MELHORES E MAIORES. (Veja as listas abaixo).

A seleção das melhores companhias das regiões Sul, Centro-oeste e Norte-Nordeste e dos 20 setores mais importantes da economia não é uma decisão arbitrária. São analisados um conjunto de critérios, que consideram desde o incremento de venda e a rentabilidade da empresa até a riqueza gerada por cada empregado, entre outros critérios. É atribuído um peso diferente a cada um destes itens. O requisito de maior peso na análise é a rentabilidade sobre o patrimônio líquido (peso 25). O crescimento de vendas possui o menor peso (10).

As melhores empresas de 2005, por setor
Alimentos, bebidas e fumo Souza Cruz
Atacado e comércio exterior Amaggi
Automotivo Master
Comércio varejista Lojas Americanas
Confecções e têxteis M.Officer
Construção Carioca Engenharia
Eletroeletrônico Semp Toshiba AM
Farmacêutico, higiene e cosméticos Eurofarma
Material de construção Tigre
Mecânica Voith Paper
Mineração MBR
Papel e celulose Aracruz Celulose
Plásticos e borracha Providência
Química e petroquímica Agripec
Serviços de transporte Norsul
Serviços diversos Redecard
Serviços públicos AES Tiet
Siderurgia e metalurgia CNT
Tecnologia e computação Diebold Procomp
Telecomunicações Telegoiás
As melhores empresas regionais
Sul
Comércio Coamo
Indústria Nortox
Serviços Vivo-Celular CRT
Centro-Oeste
Comércio Slaviero BSB
Indústria Sama
Serviços Proforte
Norte-Nordeste
Comércio Insinuante
Indústria Imerys Rio Capim Caulim
Serviços Cegás