Marfrig negocia com governo reativação de fábrica em São Paulo

A reabertura, que pode consumir investimentos de R$ 600 milhões da produtora de carne, tem um prazo de 36 meses para acontecer

São Paulo — O frigorífico Marfrig, maior produtor de hambúrguer do mundo, anunciou nesta sexta-feira que está estudando com o governo de São Paulo eventual reativação e ampliação de fábrica no interior do Estado, um projeto que pode consumir investimentos de 600 milhões de reais.

Segundo a companhia, “um termo de engajamento” para avaliar o investimento foi assinado nesta sexta-feira. A fábrica, instalada na cidade de Promissão, “deve produzir 100 mil toneladas de alimentos por ano” e será “dedicada à produção de alimentos processados derivados de proteína animal e vegetal”.

A Marfrig afirmou que o prazo para execução das obras e reativação da unidade é de 36 meses, “a partir da concretização das negociações”. A assinatura do termo foi feita em conjunto com a Investe SP, agência de promoção de investimentos do governo paulista.

Se os planos avançarem, a unidade de Promissão vai complementar a produção da fábrica da Marfrig em Várzea Grande (MT), afirmou a companhia.