Marcio Fernandes deixa a presidência da Elektro

Executivo chegou a assumir a operação oriunda da fusão com a Neoenergia, mas desistiu do cargo em menos de um mês

São Paulo – Marcio Fernandes deixará a presidência da distribuidora de energia Elektro, cargo que ocupa há seis anos, na próxima sexta-feira, 15. A decisão acontece após os órgãos reguladores aprovarem a incorporação da Elektro pela Neoenergia, em uma transação realizada por sua controladora, a espanhola Iberdrola. Juntas, as duas companhias possuem um Ebtida de cerca de 3,6 bilhões de reais, e a nova empresa atenderá uma região com mais de 34 milhões de pessoas.

Fernandes, de 42 anos, chegou a assumir como CEO da “Nova Neoenergia”, mas abriu mão da posição em menos de um mês. Segundo o próprio executivo, depois de 13 anos de história na Elektro, estava na hora de se dedicar a novos planos.

A Elektro foi eleita A Melhor Empresa para Você Trabalhar de 2014, segundo a pesquisa da revista VOCÊ S/A. Na época, em uma escala de zero a 1000, onde o maior número corresponde à plena satisfação dos funcionários, a gestão de Marcio Fernandes teve avaliação 98,3 pelos empregados da Elektro. Ele revolucionou a companhia com seu estilo de liderança e o uso frequente da frase “felicidade dá resultado financeiro”.

Graças aos números positivos registrados pela Elektro, no começo de 2017, a Iberdrola convidou a diretora de recursos humanos da operação brasileira, Fabricia Abreu, para assumir a posição de líder global de RH do grupo. Entre seus feitos estavam a criação do programa de qualidade de vida, que ajudou a reduzir 40% das horas extras, e o recorde de recrutamento interno, com 96% das vagas preenchidas com pessoal de dentro de casa. Com 3 700 funcionários, a concessionária de Campinas era uma das menores unidades do grupo.