Mantiqueira vai compensar o impacto ambiental das suas embalagens

Iniciativa engloba 83.446 toneladas de plástico e 110.288 toneladas de papel

São Paulo – A Mantiqueira, maior granja da América do Sul, chega em 2019 exibindo um sorriso em suas embalagens de ovos especiais. Trata-se do selo eureciclo, que atesta que a granja faz a compensação ambiental das embalagens colocadas no mercado.

Com a investida, a Mantiqueira vai realizar a compensação ambiental de 83.446 toneladas de plástico e 110.288 toneladas de papel provenientes de suas embalagens correspondentes aos anos de 2018 e 2019.

Sem abrir custos, Amanda Pinto, gerente de Inovação e Marketing da empresa, afirma que “os recursos são destinados para a operação das cooperativas de reciclagem, retirando do meio ambiente a quantidade equivalente de material utilizado nas embalagens dos produtos”.

O processo é feito através de uma plataforma de rastreamento e armazenamento de dados da cadeia de reciclagem da empresa criadora do selo, a New Hope Ecotech, que serve de ponte entre as empresas e cooperativas de reciclagem.

A iniciativa vai ao encontro da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que determinou que o Brasil reduza a massa destinada a aterros sanitários em 45% até 2031.

As embalagens são a segunda maior fonte de produção de resíduos sólidos da Mantiqueira, perdendo apenas para os dejetos das galinhas, que também têm uma destinação ecológica. Os resíduos passam por processo de compostagem com fibras naturais para serem transformados em fertilizante orgânico, comercializado sob a marca Solobom.