Magazine Luiza anuncia compra da Netshoes por US$ 62 milhões

Varejista confirmou a compra do comércio eletrônico de artigos esportivos. Operação ainda precisa ser aprovada pelos acionistas da Netshoes e pelo Cade

A varejista Magazine Luiza fechou acordo para aquisição de 100% das ações da Netshoes por 62 milhões de dólares. O preço por ação é de 2 dólares, conforme comunicado divulgado ao mercado.

A loja online de calçados e materiais esportivos se tornará uma subsidiária da companhia e os atuais acionistas receberão o valor de suas ações exclusivamente em dinheiro. A operação ainda precisa ser aprovada pelos acionistas da Netshoes em assembleia geral, como manda a legislação das Ilhas Cayman. Também precisa passar pelo Cade, o xerife do mercado. A operação será realizada através da fusão da Netshoes e de uma subsidiária da companhia, constituída nas Ilhas Cayman.

O Magazine Luiza fechou um acordo com parte dos acionistas da Netshoes pelo qual os signatários, detentores de 47,9% das ações da companhia, se comprometeram a votar de forma favorável à operação em assembleia. Outra empresa que estava na disputa era a companhia de comércio eletrônico B2W, dona da Americanas.com e do Submarino.

Outras vendas

A Netshoes anunciou hoje também a venda de sua operação na Argentina para o grupo de investimentos argentino BT8 S.A.  O comunicado foi feito à SEC (Securities and Exchange Commission), agência reguladora do mercado de capitais dos Estados Unidos, país onde a Netshoes tem capital aberto. A companhia não informou o valor da operação ou detalhes sobre o grupo comprador.

No comunicado, a Netshoes afirma que “o desinvestimento da companhia de suas operações na Argentina está em linha com a estratégia de focar nas operações centrais no Brasil”, também vendidas hoje. A empresa já havia vendido, em agosto do ano passado, sua operação no México para o grupo norte-americano Sierra Capital, um fundo privado com investimentos na América Latina.

Números preocupantes e mercado em ascensão

Com uma operação puramente online, a Netshoes opera no negativo há anos. Desde sua oferta pública inicial de ações, em 2017, as ações foram de 14,50 dólares no primeiro dia no mercado acionário para 2,65 dólares a ação no fechamento de hoje. A compra rebaixou ainda mais o valor por ação, para 2 dólares.

Há espaço para crescer no mercado de artigos esportivos brasileiro, que faturou 33,2 bilhões de reais no ano passado, com crescimento acima do varejo físico em geral. Mas um dos problemas é que o segmento ainda é muito pulverizado: a Centauro, maior do setor (e que captou 772 milhões de reais com seu IPO no início de abril), domina apenas 5,4% do mercado, enquanto a Netshoes tem 4,6%.