Lucro operacional da Sharp salta 45% impulsionado por negócio de displays

Empresa japonesa, fornecedora da Apple, disse que seu lucro operacional foi de 24,8 bilhões de ienes (223 milhões de dólares) para o trimestre

Tóquio – A Sharp informou nesta terça-feira um aumento de 45 por cento no lucro operacional trimestral, superando as estimativas dos analistas, elevando os ganhos em seu negócio principal de displays e com fortes vendas de módulos de câmera e sensores.

A empresa japonesa, fornecedora da Apple, disse que seu lucro operacional foi de 24,8 bilhões de ienes (223 milhões de dólares) para o período de abril a junho, ante 17,11 bilhões de ienes no ano anterior. Sete analistas, em média, esperavam lucro operacional de 18,8 bilhões de ienes, de acordo com dados da Thomson Reuters I/B/E/S.

O lucro operacional em seu negócio de displays cresceu 55,6 por cento, para 10,5 bilhões de ienes, com a receita em seu segmento de aparelhos eletrônicos aumentando 33,6 por cento, para 111,2 bilhões de ienes em relação ao ano anterior.

O sólido lucro da Sharp contrasta com os prejuízos e as previsões pessimistas da concorrente LG, uma das principais fornecedoras da Apple, que reportou a segunda perda trimestral consecutiva sobre os preços baixos do painel e reduziu os planos de investimento em 2,7 bilhões de dólares, alegando preocupação com o mercado global de smartphones.

O desempenho consolidou a recuperação da Sharp sob a propriedade da Hon Hai Precision Industry (Foxconn). Ainda assim, os investidores permaneceram cautelosos sobre as perspectivas de longo prazo para a Sharp, que sente dificuldade para enfrentar os rivais asiáticos.

A Sharp e a Japan Display têm lutado para responder a migração das fabricantes de smartphones para telas OLED, permitindo que a sul-coreana Samsung Electronics e LG Display assumam a liderança.

Outro fornecedor da Apple, a Taiwan Semiconductor Manufacturing, também reduziu as estimativas de receita e investimento no início deste mês.