Lucro líquido do JPMorgan sobe 31% no 2º trimestre

O lucro da companhia subiu para US$ 6,5 bilhões (US$ 1,60 por ação), de US$ 4,96 bilhões (US$ 1,21 por ação) em igual período do ano passado

Nova York – O lucro líquido do JPMorgan Chase & Co. subiu 31% no segundo trimestre deste ano, para US$ 6,5 bilhões (US$ 1,60 por ação), de US$ 4,96 bilhões (US$ 1,21 por ação) em igual período do ano passado.

O resultado positivo inclui US$ 0,15 por ação em ganhos relacionados à redução das reservas para perdas com empréstimos, entre outros itens extraordinários.

A receita em base administrada, que exclui o impacto de securitizações de cartão de crédito e é calculada em uma base equivalente de impostos, cresceu 13%, para US$ 26 bilhões. Analistas previam lucro por ação de US$ 1,44 e receita de US$ 24,84 bilhões.

A geração de hipotecas, porém, perdeu força no segundo trimestre. Houve aumento de 12% nesse segmento em comparação com igual mesmo período um ano antes, para US$ 49 bilhões, o que representa uma desaceleração depois do avanço de 37% registrado no primeiro trimestre. Na comparação entre o segundo trimestre e o primeiro, a geração de hipotecas caiu 7%.

A receita do JPMorgan com tarifa bancária de consumo diminuiu 7%, pressionada em parte pelas menores tarifas de hipotecas. Também houve queda no lucro bancário com hipotecas, de 14%, para US$ 1,1 bilhão. Às 8h21 (de Brasília), as ações do banco caíam 0,25% no pré-mercado em Nova York. Fonte: Dow Jones Newswires.