Lucro líquido da Telefônica tem queda de 5,6%

Subsidiária brasileira, que opera com o nome Vivo, teve lucro líquido de R$ 1,085 bilhão no segundo trimestre de 2012

São Paulo – A Telefônica Brasil (Vivo) registrou lucro líquido de R$ 1,085 bilhão no segundo trimestre de 2012, queda de 5,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 3,092 bilhões, alta de 1,0% na mesma base de comparação. A margem Ebitda ficou em 37,5%, aumento de 0,4 pontos porcentuais.

No acumulado do primeiro semestre, o lucro líquido da companhia foi de R$ 2,042 bilhões, o que representa uma queda de 10,4% ante o mesmo período do ano passado. O Ebitda foi de R$ 5,940 bilhões, crescimento de 0,6%, e a margem Ebitda recuou 0,4 pontos porcentuais, para 35,9%.

A receita operacional líquida da companhia foi de R$ 8,243 bilhões de abril a junho deste ano, 0,2% menor que a verificada em igual intervalo de 2011. No primeiro semestre, a receita alcançou R$ 16,557 bilhões, alta de 1,7%.

No segundo trimestre, as despesas financeiras líquidas aumentaram R$ 33,0 milhões ante o mesmo período do ano passado, em decorrência do menor volume de aplicações financeiras e de sua menor remuneração, em função da queda nas taxas de juros.

O resultado financeiro líquido do segundo trimestre foi negativo em R$ 66,4 milhões, 98,8% superior aos R$ 33,4 milhões também negativos de igual intervalo de 2011.