Lucro líquido da ING cai 51% no primeiro trimestre

A queda foi resultado do aumento das provisões para empréstimos inadimplentes

Amsterdam – A empresa de serviços financeiros holandesa ING Groep NV informou nesta quarta-feira que seu lucro líquido caiu 51% no primeiro trimestre, para 680 milhões de euros, de 1,38 bilhão de euros em igual período do ano passado. A queda foi resultado do aumento das provisões para empréstimos inadimplentes e perdas com derivativos que são usados para proteger sua posição de capital em seus negócios de seguros.

Segundo a ING, os resultados também foram pressionados por um encargo legal de 370 milhões de euros relacionados a uma transação realizada pelo braço bancário da companhia nos Estados Unidos, mais 304 milhões de euros em ajustes de valor em algumas dívidas em circulação como resultado de um aperto dos spreads de crédito. A companhia também ressaltou que o enfraquecimento da economia europeia continuará a pesar sobre o seu desempenho.

A empresa ofereceu algum alívio aos investidores, no entanto, ao dizer que sua grande exposição à Espanha não é motivo para preocupação apesar dos problemas econômicos do país e está bem protegida. A exposições da ING à Espanha é de cerca de 40 bilhões de euros.

O grupo é umas das poucas instituições de crédito da zona do euro que não pegou empréstimo nas operações de refinanciamento de longo prazo do Banco Central Europeu (BCE).

O nível de capital core Tier 1 da ING ficou em 10,9% em no primeiro trimestre, mais alta que a média europeia de 10,1% no fim de 2011, de acordo com uma pesquisa da empresa de pesquisa CreditSights. As informações são da Dow Jones.