Lucro Glintt sobe 18% em 2012, suportado mercados externos

Negócios nos mercados externos mais do que compensou a quebra no recessivo mercado de Portugal, anunciou a tecnológica

Lisboa – O lucro líquido da Glintt teve uma subida homóloga de 18 % para 1,25 milhões de euros (ME) em 2012, com robustez dos negócios nos mercados externos a mais do que compensar a quebra no recessivo mercado de Portugal, anunciou a tecnológica.

A Glintt realçou que estes resultados incluem “um reforço das provisões para possíveis perdas por imparidade de clientes e um maior peso dos encargos financeiros, fruto essencialmente de um efeito preço por via do aumento dos spreads dado que dívida Financeira se reduziu em cerca de 3,5 ME durante o ano de 2012”.

O volume de negócios da Glintt teve uma descida homóloga de 4 % para 91,1 ME, tendo “o negócio internacional aumentado de forma significativa o seu peso no volume de negócios total da Glintt de 15 % em 2011, para 21 % em 2012”.

A empresa adiantou que, em 2012, o seu EBITDA-Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciações e Amortizações ascendeu a 8,2 ME, mais 13 % que em 2011.

Explicou que, em 2013, irá prestar particular atenção à economia europeia, “geografia da qual depende uma parte relevante da internacionalização da Glintt”.

A Glintt vê o seu volume de negócios manter-se estável face a 2012, mas com uma maior contributo internacional, e a margem EBIDTA fixar-se entre 8-10 %”.