Lucro do Mercantil do Brasil cresce 15% no semestre

Resultado é atribuído a uma política cautelosa de concessão de crédito e forte controle de custos

O banco Mercantil do Brasil registrou no primeiro semestre de 2006 crescimento de 15% no  lucro líquido, que somou 14,332 milhões de reais. O resultado, segundo o diretor executivo da instituição, André Brasil, é atribuído a uma política cautelosa de concessão de crédito e forte controle de custos.

“A estratégia foi preservar o banco em 2005 e realizar as reformas necessárias, o que permitiu adaptar a instituição à volatilidade da conjuntura mercadológica e, assim, criar as condições necessárias para a expansão dos negócios em 2006”, afirma.

Nos seis primeiros meses do ano, as operações de crédito do Mercantil do Brasil cresceram 18%, passando de 2,125 bilhões de reais para 2,512 bilhões de reais. Os planos da instituição para o segundo semestre são de ampliar a carteira entre 12% e 13%, focando principalmente no crédito consignado para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do seguro Social. “Nosso objetivo é que o crédito consignado passe a representar 15% da carteira de crédito do banco até o final do ano,” diz o diretor.