Lucro da Visa nos EUA cresce 46% no segundo trimestre

O lucro líquido da empresa foi de US$ 1,29 bilhão, ou US$ 1,91 por ação

Nova York – O lucro líquido da credenciadora de cartões de crédito Visa aumentou 46% no segundo trimestre fiscal, beneficiado pelo aumento no volume de transações e por um recálculo de suas obrigações tributárias.

A Visa anunciou na quarta-feira, logo após o fechamento das bolsas, que houve 13 bilhões de transações com cartões de crédito e débito de sua bandeira, uma alta de 8% em relação ao mesmo trimestre do ano fiscal anterior. O volume de pagamentos em dólar, por sua vez, cresceu 11%, para US$ 956 bilhões.

O lucro líquido da Visa foi de US$ 1,29 bilhão (US$ 1,91 por ação), diante de US$ 881 milhões (US$ 1,23 por ação) no mesmo trimestre do ano fiscal anterior. A receita, enquanto isso, cresceu 14,8% no período, alcançando US$ 2,58 bilhões, acima da projeção de US$ 2,48 bilhões.

As ações da Visa fecharam em queda de 0,73% no pregão regular, a US$ 122,19. No after-hours, após a divulgação do balanço, os papéis da companhia subiam 1,48%. As informações são da Dow Jones.