Lucro da Tractebel Energia cai 77,2% no 2º trimestre

O lucro somou R$ 73,7 milhões

São Paulo – A Tractebel Energia reportou queda de 77,2% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano frente ao mesmo período de 2013, para R$ 73,7 milhões. Nos primeiros seis meses do ano, o lucro somou R$ 363,0 milhões, queda de 51,5%.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) recuou 58,1% de abril a junho, para R$ 301,5 milhões, com margem Ebitda de 22,1%, redução de 34,4 pontos porcentuais ante igual período de 2013.

No semestre, O Ebitda somou R$ 995,6 milhões, diminuição de 37,4%, com margem de 33,1% ante 59,7% no primeiro semestre do ano passado.

A receita líquida subiu 7,2% no segundo trimestre, para R$ 1,364 bilhão e no semestre alcançou R$ 3,007 bilhões, alta de 12,9%.

O resultado financeiro foi negativo em R$ 33,061 milhões de abril a junho, ante valor negativo de R$ 91,826 milhões no segundo trimestre do ano passado, enquanto nos seis primeiros meses de 2014 foi uma despesa líquida de R$ 153,429 milhões, 19,4% abaixo do valor negativo de R$ 190,318 milhões do período anterior.

Dividendos

A Tractebel informou ainda, em ata de reunião do Conselho de Administração, que foi aprovado o pagamento de dividendos intercalares, no valor total de R$ 380.113.983,78, correspondente a R$ 0,5823340186 por ação.

As datas ex-dividendos e de pagamento dos dividendos intercalares serão definidas pela Diretoria Executiva e comunicadas por meio de Aviso aos Acionistas. Esses dividendos representam um payout de 100% do lucro líquido ajustado do primeiro semestre de 2014.

A ata também diz que foi aprovada a contratação de três fianças bancárias, sendo duas para garantir obrigações pecuniárias assumidas pela companhia e por sua controlada, a Companhia Energética Estreito, necessárias para realização da liquidação financeira das operações de compra e venda de energia elétrica realizadas no âmbito da CCEE em maio de 2014.